Oposição questiona futuro multiusos da Póvoa de Varzim


O executivo de Póvoa de Varzim, reuniu na passada semana em assembleia municipal, e quase todos os partidos da oposição à maioria PSD, aproveitaram a sessão da para criticar a alegada forma apressada como o executivo decidiu avançar com a construção da Póvoa Arena – um espaço multiusos -, no lugar onde pontifica actualmente a Praça de Toiros. 

Entre os presentes, esteve o presidente do Clube Taurino Povoense, Rui Porto, que fez questão de ir ao Salão Nobre dos Paços do Concelho que pediu esclarecimentos ao presidente da câmara, ignorados pelo edil.

Além do projecto do Póvoa Arena não permitir a realização de corridas de toiros, também desagrada à oposição, todo o restante processo em que decorreu esta decisão, nomeadamente de transparência de procedimentos. Além de que, de acordo com João Martins, da CDU, os mais de nove milhões de investimentos poderiam ser aplicados em políticas sociais que fazem mais falta. Para Vitor Pinto, do Bloco de Esquerda, a preocupação é que “não surja um mamarracho” numa zona nobre da cidade. Pelo PSD, a defesa da opção da Câmara foi feita pelo porta-voz da bancada, Joaquim Vianez, que nesta questão em concreto até defende a manutenção na futura Arena da capacidade de receber espectáculos de tauromaquia ou semelhantes. 

Em termos objectivos a assembleia aprovou a abertura de um concurso limitado por prévia qualificação para a empreitada que, curiosamente, em termos formais foi denominada de “Requalificação da Praça de Toiros-Arena da Póvoa de Varzim”. Votaram contra os deputados do Bloco de Esquerda, CDS e Partido Socialista - apesar dos vereadores do PS no executivo terem viabilizado o processo. A CDU absteve-se assim como o deputado socialista Edgar Torrão. A favor do concurso manifestaram-se os sociais-democratas e também a eleita do PAN (Partido das Pessoas Animais e da Natureza), se bem que Diana Vianez não tenha usado da palavra neste ponto. Aliás, interveio somente aquando do debate das grandes opções do plano e do orçamento para o próximo ano e para pedir esclarecimentos ao executivo.


Fonte: https://radioondaviva.com/

Com tecnologia do Blogger.