Ontem em Illescas: Tarde para a história

A corrida da Primavera, realizada ontem, resultou um autêntico sucesso em Illescas. 

O apelativo regresso por uma tarde de Pepe Luís Vászquez, juntamente com dois nomes de peso e importância na época em que vivemos, como são Morante de la Puebla e José María Manzanares, fizeram acabar o papel na bilheteira da bem estruturada e moderna Praça de Toiros.
A terna era de Sevilha, e os ares da Maestranza ficaram patentes, ficando a afición na esperança que se possam cuajar faenas deste nível na Feria de Abril que se aproxima. 


O sevilhano Pepe Luís deixou patente a sua toreria e arte a raudales. A sua primeira fanea foi-se construindo com pinceladas harmónicas e de factura cara, com detalhes e características tão sui generis do seu toureio. A pés juntos, e que difícil é lograr expressão e viveza a pés juntos, teve momentos realmente muito bons. Deu volta no seu primeiro e foi ovacionado no quarto. 


Morante de la Puebla deu um recital bohémio e de toureio de quilates ao seu primeiro. Se de capote deixará a sua marca para sempre no toureio, com a muleta foi pintado uma quadro que terminou cumbre. Os adjectivos são de sobra. Cortou duas orelhas e foi silenciado no quinto, num labor totalmente dissemelhante ao realizado ao primeiro, embora o oponente também não revelara as mesmas condições. 


Manzanares parece, finalmente (!) ter-se encontrado novamente com o seu toureio, e a experiência e maturidade que lhe confere a carreira, dão-lhe um cunho e uma categoria  que nos faz deleitar a cada tarde. Cortou uma orelha ao terceiro da tarde, mas no sexto realizou uma obra de verdadeiro regozijo para quem gosta de bom toureio. O toiro de José Vázquez, investiu com tranmissão e codicia, repetia com som, mas faltou-lhe maior fijeza e maior recorrido para merecer o indulto. A faena foi toda ela estética, empaque e uma classe senhorial que só detém José Marí. As chicuelinas foram justas, de mão muito baixa; os cambios de mão arrancaram olés espontâneos e sem igual... E se Manzanares tem culminado a faena com uma das suas estocadas implacáveis a receber? A obra ficou atestada, e Illescas viveu uma grande tarde de toureio.

Fotos: AplausoS.es
Partilhar no Google Plus

Sobre NATURALES

NATURALES, CORREIO DA TAUROMAQUIA IBÉRICA é um site independente de informação, análise, divulgação e crítica. Existe desde 25 de Julho de 2001, o que faz do NATURALES actualmente, a mais antiga publicação de toiros portuguesa na Internet.
    Blogger Comentários
    Facebook Comentários