Sevilha: Os Cartéis da Feira e mais um ano sem portugueses...


O conhecido site taurino mundotoro.com, fez anunciar nos últimos dias aqueles que podem ser os cartéis que dão forma à temporada 2017 na Praça de Toiros da Real Maestranza de Caballería de Sevilla. 

Da empresa Pagés nenhuma nota veio à praça para confirmar ou desmentir as composições avançadas pelo site mencionado, embora os mentideros garantam uma veridicidade quase total, podendo contudo, existir alterações e alinhamentos diferentes. 

A garantir-se o cenário, novo ano em que a afición Lusa, que chega a acorrer em bom número ao albero sevillano, vê fora de um palco com importância nomes do escalafón português. Muito referenciada tem sido a cabana brava portuguesa pela imprensa (web e papel) em Espanha, mas no que toca a concretização de contractos nos grandes palcos, continuamos apenas a aspirar. Recorde-se as corridas de Palha, um grande 'Rabosillo' em 2006, a interessante novilhada da ganadaria Sobral em 2009. Também escasseia oportunidade a matadores, que se têm mostrado ao nível dos espanhóis sempre que nas nossas praças se enfrentam, podendo haver datas de menos aparato onde se poderia incluir um dos nossos. A ausência maior será porventura a de cavaleiros portugueses na corrida de rejones, que gozam de cartel e aceitação pelo público de Sevilha. 

No que concerne às divisas que irão estar presentes no abono Sevillano, em nada diferem das lidadas na temporada passada, ainda que poucas tenham deixado gratas memórias. 
Morante de La Puebla e José María Manzanares (três na feira e uma em San Miguel) têm sobre si o principal foco do abono, com quatro tardes previstas, sendo que Morante poderá tourear cinco caso marque presença na Feria de San Miguel (setembro). 
É aguardado com expectação o regresso de António Ferrera a Sevilha, bem como o seu reencontro com os Victorinos, numa corrida que marcará também o regresso de Manuel Escribano e Paco Ureña após o triunfal 13 de Abril de 2016.

As novilhadas, que aliadas às noturnas de promoção deverão ser sete no total, entre a Abril, Maio e Julho, onde se poderá augurar a inclusão de algum novilheiro português. 

Os cartéis, incluindo Domingo de Ressurreição, Pré-Feira e Farolillos são os seguintes:

Domingo de Ressurreição -16 de Abril - Morante de la Puebla, José Maria Manzanares e Roca Rey  - Toiros Núñez del Cuvillo
Pré-Feira
23 de Abril - Manuel Jesus El Cid e dois matadores a designar - Toiros Fuente Ymbro


26 de Abril-  José Garrido, Álvaro Lorenzo e Ginés Marín - Toiros Torrestrella

27 de Abril - Morante de la Puebla, El Juli e Alejandro Talavante - Toiros Garcigrande

28 de Abril - Enrique Ponce, José Maria Manzanares e López Simón - Toiros Juan Pedro Domecq

29 de Abril - Antonio Ferrera, Paco Ureña e Manuel Escribano - Toiros  Victorino Martín

30 de Abril - (Rejones) Diego Ventura, Sérgio Galán e Lea Vicens - Toiros de Fermín Bohórquez

Farolillos
01 de Maio - Rivera Ordóñez, El Juli e Cayetano - Toiros Daniel Ruiz
02 de Maio - Morante de la Puebla, Miguel Ángel Perera e Javier Jiménez - Toiros García Jímenez (Matilla)

03 de Maio - Juan José Padilla, Manuel Escribano e um matador por designar - Toiros Jandilla/Vegahermosa

04 de Maio - Morante de la Puebla, David Mora e Alejandro Talavante - Toiros Núñez del Cuvillo

05 de Maio - Sebastián Castella, José Maria Manzanares e Roca Rey - Toiros Victoriano del Río

06 de Maio - Juan José Padilla, David Fandilla 'El Fandi' e López Simón - Toiros El Pilar

07 de Maio-  Rafaelillo, Javier Castaño e Pepe Moral - Toiros Miura

Fonte: mundotoro.com / @naturales
Partilhar no Google Plus

Sobre NATURALES

NATURALES, CORREIO DA TAUROMAQUIA IBÉRICA é um site independente de informação, análise, divulgação e crítica. Existe desde 25 de Julho de 2001, o que faz do NATURALES actualmente, a mais antiga publicação de toiros portuguesa na Internet.
    Blogger Comentários
    Facebook Comentários