Triunfadores NATURALES 2015 - Empresa


Terminada a Temporada Taurina, e com a intenção de distinguir os que mais se destacaram nas respectivas categorias, o NATURALES solicitou aos seus colaboradores que indicassem um nome para cada ofício, e assim, de modo democrático, chegarmos aos que sobressaíram este ano no nosso país.

A nossa avaliação teve em conta actuações de portugueses e estrangeiros esta temporada em Portugal.

EMPRESA
CAMPO PEQUENO
Prestes a cumprirem uma década, desde a sua reabertura, à frente dos destinos da praça de toiros mais desejada do país, a do Campo Pequeno, mantém-se o entusiasmo e o sentido de prestar serviço com qualidade por parte daqueles que gerem a temporada da principal praça portuguesa. O profissionalismo, a intenção de fazer de cada corrida um momento, e a gestão 'empresarial/comercial', têm permitido que a empresa do Campo Pequeno venha, temporada após temporada, marcando a diferença e se destaque passos à frente de outras empresas taurinas. Ainda que nem sempre o resultado artístico seja o desejado (o que acontece ali e em todas as outras praças), a intenção está lá. E mesmo quando a crise e a contenção de 'despesas' bateram à porta, inclusive à 'grande', o Campo Pequeno soube manter o estatuto de número 1, sendo a praça a que todos desejam ir, cumprindo com um número de espectáculos por ano considerável a que o público, conhecedor ou não, tem correspondido na generalidade. Foram do Campo Pequeno alguns dos melhores momentos desta temporada, e dos quais salientamos: a grande entrega de El Juli que saíu em ombros pela Porta Grande; a grande pega de Marcelo Lóia; o grande desempenho dos Amadores de Santarém em ano de centenário, e que fez História ao cruzar a Porta Grande; e o grande desfecho com a corrida de Gala e as grandes actuações de Ana Batista, Marcos Tenório e Rouxinol Jr.. O Campo Pequeno tem também mantido a aposta no Toureio a Pé, com o poder que outras praças não têm para projectar essa vertente a nível nacional e internacional. E tendo ali lugar uma Academia, mantemos a esperança que possa aumentar espaço na promoção quer dos novos quer dos já matadores lusos.


Os outros...
Numa actividade em que, ainda que indiquem que não dá dinheiro, vão sempre surgindo novos empresários/organizadores de corridas, pouco ou nada os vai diferenciado na montagem de cartéis, topando-se na maioria das vezes, as amizades, as 'sociedades', as relações entre empresários que são também apoderados, ex-forcados, e etc, e portanto não se estranham certos cartazes repetidos, muitos à meia dúzia e que por vezes pouco acrescentam à Festa. Mas há sempre quem veja o ser empresário como uma profissão. Que o diga o veterano dos empresários taurinos, António Manuel Cardoso, representante da 'Toiros&Tauromaquia', que tem ao longo de muitas décadas tido olho para o 'negócio' e conseguido manter-se no topo da gestão empresarial. Veja-se o sucesso que tem feito com as corridas das Festas do Barrete Verde de Alcochete, e a persistência na Arena d'Évora, mantendo uma temporada com espectáculos regulares. Em Alcochete não foi tão feliz mas para 2016 tudo se perspectiva para que se somem outra(s) praça(s) à carteira de Néné, e uma delas diz-se que é ali no Baixo Alentejo. Se existe uma fórmula para se ser tido como bom empresário, a dupla Vasco Durão e Rui Gato Rodrigues, têm-na. Discretos, humildes, profissionais, competentes e acima de tudo, sérios, a empresa 'Verdadeira Festa' tem aos poucos consolidado posição. Já passaram por algumas praças desde que 'abriram negócio' mas tem sido em Reguengos de Monsaraz e em Amieira que o bom trabalho se tem feito notar. Amieira tem sido sempre casa cheia, inclusive teve este ano direito a festejo misto, e Reguengos tem vindo a recuperar a afición perdida que era visível nas bancadas. Foi uma das grandes reviravoltas do defeso passado, Paulo Pessoa de Carvalho, com a 'Toiros&Cultura', perdeu as 'Caldas' mas conquistou a Palha Blanco. Uma conquista que foi vista com alguma desconfiança mas a verdade é que os cartéis montados suscitaram interesse de tal maneira que Vila Franca por várias vezes encheu. Vale por isso que se mantenham expectativas nesta empresa para o próximo ano.
Partilhar no Google Plus

Sobre NATURALES

NATURALES, CORREIO DA TAUROMAQUIA IBÉRICA é um site independente de informação, análise, divulgação e crítica. Existe desde 25 de Julho de 2001, o que faz do NATURALES actualmente, a mais antiga publicação de toiros portuguesa na Internet.
    Blogger Comentários
    Facebook Comentários