João Moura esclarece polémica de cães mal tratados: "Estou em casa tranquilo e com a consciência tranquila"


A Rádio Elvas avançou hoje a "detenção" do cavaleiro João Moura por "maus tratos a animais de companhia".

No entanto, o blogue "farpasblog" falou com o conceituado cavaleiro que confirmou ter esta manhã sido presente à GNR de Monforte, onde foi ouvido para prestar declarações após uma denúncia de que os seus cães não se encontravam nas melhores condições.

Ao que consta, após a denúncia e confirmação da situação por parte do Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), cerca de duas dezenas de cães foram retirados ao cavaleiro por se verificar que alguns se encontravam subnutridos.

Segundo declarações do próprio toureiro ao jornalista Miguel Alvarenga: "Fui detido para ser ouvido pela GNR em Monforte, não foi em Tribunal. Tinha lá uns cães mais magros e alguém denunciou isso, mais nada". 

Sendo que agora, de acordo com João Moura ao referido blogue: "Vão instruir o processo e vai seguir para a frente. Já prestei as minhas declarações e estou em casa tranquilo e com a consciência tranquila. Não matei ninguém, não roubei ninguém, não tratei mal os meus cães, alguns estavam magros, mas não os tratei mal!".



Fotografia: Patrícia Sardinha