Crónica: "Nazaré é uma praça diferente"


A última do ano na Nazaré apresentava um cartel apelativo, que se compunha pelos cavaleiros João Moura Jr e Luís Rouxinol Jr e o matador Nuno Casquinha conjuntamente com os Amadores de Coruche e Amadores das Caldas da Rainha, que iriam medir forças com um curro de Falé Filipe de boa apresentação e comportamento.

A história da corrida centrou-se no essencial na sua segunda parte, onde as três figuras conseguiram os seus melhores momentos, mas ainda assim. 

Falando de João Moura Jr, perante um toiro de 500kg de pouca força, sofreu um toque na montada motivo de algum alarido, mas acabou por conseguir uma serie de curtos de boa nota, ainda que, sem grande história. Na sua segunda lide embalado pelo pasodoble “Forcados do Sul”, soltou-se ao som da musica e espalhou arte perante um cooperante Falé Filipe, usando e abusando da brega a duas pistas e ladeios rematando as sortes à boa moda Mourista, rematando a lide com um bonito ferro de palmo, uma lide cheia e de ficar na memória.

Quanto a Luís Rouxinol Jr, andou bem no seu primeiro, um toiro um tanto quanto reservado, tendo recorrido na serie de curtos à estrela da companhia “Douro”, e desenhado ladeios bonitos a rematar e a preparar as sortes, cravando de alto a baixo e em boas reuniões, fechando com um palmito de valor. No seu ultimo e depois da lide de Moura Jr, quis puxar dos galões, que apesar dos 2 anos de alternativa já mostrou ter, e foi para diante deste 5º da noite um toiro que veio de menos a mais. Tendo ainda sofrido um toque na montada, devido a uma escorregadela, toque este que, criou ganas ao toiro e ao toureiro e virou o que parecia ir ser uma lide enfadonha. Dai para diante, Rouxinol Jr. cantou e de que maneira, com técnica quase intocável, aproveitou as arrancadas do toiro e cravou com beleza, querer e valor a sua serie de curtos, tendo desenhado uma lide que chegou ao público e ao aficionado, rematou a sua lide com um ferro a sesgo de alto a baixo, triunfo bom!

O Matador Nuno Casquinha, andou bem no seu primeiro, ainda que sem grande história... a cumprir. Já no seu segundo, toiro cooperante e digno andou para diante e arrancou uma faena bonita, com temple, vontade e ganas, o público percebeu e ligou-se a ele. Bom ver andar assim os talentos Portugueses, ficou na retina.

Por fim, na rapaziada das jaquetas, pegou pelos Amadores de Coruche o forcado João Prates à primeira tentativa, sem complicações de maior, e Bruno Matias à 3ª tentativa, tendo o forcado reunido mal nas duas primeiras tentativas.

Pelos Amadores das Caldas da Rainha, pegaram os forcados Duarte Manuel à 3ª tentativa, não dando volta, ainda que autorizada e Duarte Palha ao segundo intento com brinde ao cabo do GFA.Caldas da Rainha em recuperação de lesão.

Foi assim a ultima da Nazaré.

Francisco Potier Dias
Com tecnologia do Blogger.