Monumental México: Ventura e Pablo sem sorte - brilham os matadores



Os rejoneadores Pablo Hermoso e Diego Ventura, foram presença, em separado claro, nas duas corridas que marcaram a comemoração do 73º aniversário da Monumental Praça México. E ambos, foram secundários em festejos onde os matadores foram Figuras maiores.

Diego Ventura actuou no dia 4, segunda-feira, e a má sorte com a espada no primeiro toiro do seu lote, e a mansidão do segundo, retiraram brilho e hipótese de troféu ao luso-espanhol, que escutou ovação e silêncio. Partilhou cartel com os matadores Joselito Adame (duas orelhas e orelha com forte petição da segunda); Ernesto Tapia ‘Calita’ (palmas com aviso e palmas) e Andrés Roca Rey (orelha e palmas).

Pablo Hermoso,  ontem teve sempre a "faca e o queijo na mão", com os oponentes que teve em sorte, daqueles ao gosto do rejoneador, e de facto, chegou a desfrutar nas suas duas actuações. Mas matou sempre mal, ainda assim logrou corte de orelha no seu segundo, tendo escutado palmas no primeiro. Contudo, não o suficiente para sair em ombros com os seus alternantes, Enrique Ponce (duas orelhas e volta); Sergio Flores (orelha e orelha) e Luis David Adame (duas orelhas e palmas).




Fotografia: @laplazamexico
Partilhar no Google Plus

Sobre NATURALES

NATURALES, CORREIO DA TAUROMAQUIA IBÉRICA é um site independente de informação, análise, divulgação e crítica. Existe desde 25 de Julho de 2001, o que faz do NATURALES actualmente, a mais antiga publicação de toiros portuguesa na Internet.
    Blogger Comentários
    Facebook Comentários