Faleceu D. Ángel Peralta - uma referência no Rejoneio


Faleceu esta madrugada aos 93 anos em Puebla del Río o rejoneador Ángel Peralta. 

O mais velho dos irmãos Peralta foi rejoneador, ganadero, apoderado, agricultor, escritor, poeta, actor de cinema. Uma vida recheada de arte e inovação.

D. Ángel Peralta, conhecido como o "Centauro das Marismas", nasceu em Puebla del Río a 18 de Março de 1925, e viveu sempre dedicado ao toiro e ao cavalo, com mais de 50 anos em actividade.

Nascido no seio de uma família dedicada ao campo, D. Ángel Peralta estreou-se nas arenas aos 19 anos, a 19 de Fevereiro de 1945, na praça sevilhana de La Pañoleta, para três anos depois se apresentar em Madrid, tarde a partir da qual construiu uma carreira firme e séria.

D. Ángel Peralta enriqueceu o rejoneio, com algumas inovações, entre elas foi o primeiro a cravar bandarilhas pelo lado esquerdo, a colocar bandarilhas curtas a duas mãos...

Uma grande referência no mundo do Rejoneio.

Que descanse em Paz.



Fotografias: DR/Arquivo
Partilhar no Google Plus

Sobre NATURALES

NATURALES, CORREIO DA TAUROMAQUIA IBÉRICA é um site independente de informação, análise, divulgação e crítica. Existe desde 25 de Julho de 2001, o que faz do NATURALES actualmente, a mais antiga publicação de toiros portuguesa na Internet.
    Blogger Comentários
    Facebook Comentários