A primeira da Feira de Abril: El Cid ainda leva Sevilha pela zurda...


A primeira corrida da Feira de Abril de Sevilha, segunda de abono, resultou preenchida de apontamentos e matizes dignas de lembrança, numa tarde ritmada mas que não resultou contundente e redonda.

Os toiros de Fuente Ymbro, com bom tipo, não revelaram fundo, quase todos se vieram abaixo e pouca constância houve no ruedo. Melhor o quinto, que El Cid cuajou pelo pitón esquerdo.

O toureiro de Salteras esteve inspirado e a gosto, templando, mas com ritmo, naturales de grande qualidade, os melhores da tarde, valendo-lhe um justo troféu. No segundo não houve matéria para justificar o esforço de Manuel Jesús.

Diego Urdiales esteve digno e profissional, debatendo-se com um lote nulo de conteúdo e praticamente sem opções (silêncio e silêncio).

O mais velho dos Adame, Joselito, esteve toureiríssimo e com uma solera mexicana muito própria. Toureiro dotado de grande empaque, notou-se gosto e sentido em tudo o que fez, cortando merecida orelha ao terceiro (bis) da tarde. A faena ao sexta prometeu de início mas o toiro de Gallardo fez-se rogado e não houve transcendência, tendo escutado ovação.

A praça de toiros da Real Maestranza de Caballería de Sevilla alcançou uma lotação que quiçá ultrapassou um pouco a meia entrada.
Partilhar no Google Plus

Sobre NATURALES

NATURALES, CORREIO DA TAUROMAQUIA IBÉRICA é um site independente de informação, análise, divulgação e crítica. Existe desde 25 de Julho de 2001, o que faz do NATURALES actualmente, a mais antiga publicação de toiros portuguesa na Internet.
    Blogger Comentários
    Facebook Comentários