Dia do Pai: Juan José Padilla - exemplo e herói


Num dia tão especial como o Dia do Pai, existe um toureiro que se antes já era exemplo de garra e entrega na arena, passou desde 2011, a ser também exemplo de superação, de vida e um herói para muitos, se não todos, os aficionados.

Juan José Padilla, é aos 43 anos, dos matadores de toiros mais estimados e populares, muito em parte culpa também das circunstâncias que a carreira de toureiro lhe têm proporcionado, como as várias colhidas graves de que tem sido alvo.

Contudo, em entrevistas, Padilla afirma "não me vitimizo", e por isso seguiu adiante, mesmo depois de perder a vista esquerda, 50% da audição, e se ter submetido a mais de 20 cirurgias. Regressou 6 meses depois daquele 7 de Outubro de 2011 em Saragoça, já toureou mais de 500 espectáculos desde então e, no passado dia 12 de Março, somou a 38 cornada.

A assistir nas bancadas, a filha Paloma de 13 anos. Ciente da verdade e da dureza da profissã do pai, aguentou tudo calmamente, no final dirigiu-se à enfermaria, ligou à mãe e tranquilizou-a assim como ao irmão mais pequeno.

Padilla sofreu duas graves cornadas, uma na coxa direita com duas trajectórias de 15 e 20 centímetros, e outra na axila, que se aproximou do pulmão e do coração, sem romper nenhum vaso importante. Para Padilla "a mão de Deus esteve uma vez mais por cima para me ajudar".

Hoje, uma semana depois, este toureiro feito de outra fibra, reaparecerá uma vez mais nas arenas, em Castellón. Que haja sorte...




Fotografias: D.R.

Partilhar no Google Plus

Sobre NATURALES

NATURALES, CORREIO DA TAUROMAQUIA IBÉRICA é um site independente de informação, análise, divulgação e crítica. Existe desde 25 de Julho de 2001, o que faz do NATURALES actualmente, a mais antiga publicação de toiros portuguesa na Internet.
    Blogger Comentários
    Facebook Comentários