México: Tarde de antologia


A tarde de 05 de Fevereiro na Plaza México, fica marcada pelo recital de arte, poder e veterania que dois maestros impusera a uma corrida desigual e descastada de Téofilo Gómez. 

O aroma e buen gusto sevillano deixaram marcas indeléveis na arena da catedral mexicana. Morante de la Puebla bordou o toureio, de forma cadenciosa, com pinceladas de um requinte e toreria incomparáveis. As tandas pela direita foram de um temple e suavidade incrível, faltando casta e transmissão a um toiro nobre e algo bobalicón. A estocada esteve ao nível da obra, tendo cortado os dois apêndices. 

Mas se Morante fez alarde da sua ímpar toreria, Juli impôs o seu posto... Com o terceiro da ordem havia já mostrado para o que vinha, no entanto, foi no quinto que a vertente mais intima e templada do toureio de El Juli apaixonou Insurgentes. Menos metódico e tecnicista, mas com o mesmo sentido de exposição e profundidade, fez alarde de um toureio com personalidade e sentimento único, bem patente no quite por Lopecinas e nos remates finais da faena, improvisando em redondo em momentos de enorme qualidade. Matou após pinchar e foram-lhe atribuídas duas orelhas, a um toiro, que apesar de possuir fundo e toureabilidade, revelou falta de força e codícia, foi concedida volta ao ruedo. 

Em casa e em dia de confirmação de alternativa, Luís David Adame teve pela frente o lote menos potável, deixando transparecer uma maior maturidade e assento no seu toureio, tendo cortado uma orelha no toiro da sua confirmação.

A Corrida do LXXI Aniversário da Plaza México resultou exitosa e com uma lotação acima dos 30.000 espectadores. 

Partilhar no Google Plus

Sobre NATURALES

NATURALES, CORREIO DA TAUROMAQUIA IBÉRICA é um site independente de informação, análise, divulgação e crítica. Existe desde 25 de Julho de 2001, o que faz do NATURALES actualmente, a mais antiga publicação de toiros portuguesa na Internet.
    Blogger Comentários
    Facebook Comentários