Efeméride: 67 anos depois da "Rosa Guadalupana" de Manuel dos Santos


Cumprem-se hoje 67 anos desde o dia em que o saudoso matador de toiros Manuel dos Santos, logrou um feito nunca hoje repetido.

Aconteceu a 29 de Janeiro de 1950, na Monumental Plaza México, perante mais de 50.000 pessoas, onde o toureiro português cortou as quatro orelhas e os dois rabos aos toiros que lhe tocaram em sorte, conquistando o troféu "Rosa Guadalupana"!

Vale a pena recordar, através de um excerto do livro "Manuel Dos Santos - O Homem e o Toureiro":

"Assim como há dias em que tudo corre mal, há outros em que tudo sai tal como o sonhámos, ou ainda melhor, seja por vontade divina ou protecção da Virgem e dos santos, como acreditam os católicos, entre os quais se contam a grande maioria dos toureiros, seja por conjugação dos astros como afirmam os astrólogos, ou seja simplesmente pelo factor sorte. O dia 29 de Janeiro de 1950 foi um exemplo desses dias para Manuel dos Santos. A Monumental Plaza México estava completamente esgotada e até se venderam lugares para as escadas de acesso. Segundo as palavras de um jornalista, não cabia lá nem mais um alfinete. Os toiros saíram “de bandeira”, como se costuma dizer na gíria taurina, isto é, muito bravos e nobres. Manuel, vestido de rosa e oiro, estava especialmente motivado e inspirado. Nessa tarde, toureou de tal maneira, que lhe concederam as quatro orelhas e os dois rabos dos toiros que lhe tocaram em sorte. Conquistou a “Rosa Guadalupana” e saiu em ombros, ao longo da Avenida Insurgentes até ao hotel, no meio do grito unânime de “Torero! Torero!” entoado por mais de cinquenta mil vozes.".

Fonte Texto e Fotografia: Livro Manuel Dos Santos - O Homem e o Toureiro

Partilhar no Google Plus

Sobre NATURALES

NATURALES, CORREIO DA TAUROMAQUIA IBÉRICA é um site independente de informação, análise, divulgação e crítica. Existe desde 25 de Julho de 2001, o que faz do NATURALES actualmente, a mais antiga publicação de toiros portuguesa na Internet.
    Blogger Comentários
    Facebook Comentários